quarta-feira, 17 de fevereiro de 2010

Pequenos acontecimentos, Grandes mudanças

Capítulo I - Pequena Mudança

Sexta-feira à noite. A lua cheia daquele dia de verão enchia o céu com seu luar. Cláudia, 16 anos, estava na varanda de seu quarto perto da janela. Caneta na mão, agenda aberta e pensamentos bem distantes: assim tinha sido a vida da garota naqueles últimos três meses. Pensar, lembrar e recordar: eram seus três lemas. Logo ela que era tão alegre e feliz, encontrava-se deprimida e sentia-se sozinha. Não ligava mais para cuidar de seu lindo cabelo sedoso. Agora andava com ele preso em um rabo de cavalo. Tudo isso porque Luiz havia acabado o namoro e falado que agora gostava dela “apenas como amiga”.
Um vento gostoso, vindo da janela principal do quarto, percorreu o rosto da menina. Aquela sensação de frescor pareceu afastar – pelo menos por um instante - todos os pensamentos ruins que inquietavam seu coração. Entediada e cansada de sua situação atual, largou a caneta e a agenda e decidiu ligar o PC para ver quem estava online.
Lá estava ele, seu fiel escudeiro – Carlinhos. Contudo, Claudinha já estava morrendo de vergonha de desabafar e pedir conselhos – que ela nunca seguia – para o amigo. Por isso, resolveu continuar offline. Todavia, por coincidência, destino ou acaso, eis que começa a tocar a música Best Friend da banda inglesa Weezer. Era o celular dela a tocar. E adivinha: Carlinhos convidando- a para sair.
Nos últimos três meses, ele tentava tirar sua amiga do casulo - sem sucesso. Por mais que ela gostasse das brincadeiras e companhia de Carlos, ainda não sentia vontade de se produzir para sair. Todo aquele ritual de arrumar cabelo, passar ‘make up’ e escolher a roupa e o sapato perfeitos lembravam as saídas dela com Luiz e essa recordação ela não queria ter mais.
Dias se passaram. Entre telefonemas, e-mails e conversas pelo msn e twitter, a garota finalmente resolveu sair de casa. Iria pegar um cineminha com sua melhor amiga Amanda, mas ainda não haviam decidido a qual filme assistiriam. Depois de muita pesquisa e combinações, optaram por Premonição 4 – 3D. Sim, filme de terror foi a escolha das duas mesmo. Nada de comédia romântica com final reflexivo ou drama com aquela choradeira de sempre.
Sessão decidida, hora marcada, só faltava o mais difícil: escolher a combinação perfeita de roupas e acessórios. Cláudia, depois de meses com uma produção básica, quase hippie, voltaria ao estilo que tanto gostava. Escolheu um jeans básico que lhe caia bem, com uma blusa básica preta. O sapato rosa, tipo boneca, e a bolsa de alça fininha de mesma cor fechariam a composição do look. Make up bem básica também: lápis e delineador preto, brilho labial incolor e lógico que não poderia faltar a ferramenta indispensável ao seu modelito - o blush rosa.

Um comentário:

_-CinestudiO-_ disse...

Premonição 4 3-D? Bom filme pra quem tá na fossa: morre uma galera e é sangue pra todo lado - ainda mais 3D!

Tomara que Cláudia tenha conseguido se recuperar. Seria mesmo pior se ela tivesse visto algo como "Vestida Para Casar"; "Cmo Perder um Homem em 10 Dias"; "Um Amor Para Recordar".....e por aí vai o mel

hauhauhauhauhauha

bjo Silvia

Ocorreu um erro neste gadget

Poderá Gostar também:

Related Posts with Thumbnails