sábado, 20 de março de 2010

Caixinha de Surpresas

Posso dizer que prefiro o inconstante. Não é que eu prefira o volúvel, o incerto. Mas é que gosto do mutável. Admiro aquele que se modifica, aquele que está disposto a evoluir seus conceitos sobre as coisas e a mudar de opinião e reconhecer os erros que cometeu.
Sim, opto por pensar assim. Pessoas previsíveis demais são chatas, sem graça e perdemos o interesse logo. Tudo bem que conviver com uma caixinha de surpresas é difícil e arriscado. Todavia, a vida é curta o suficiente para que a gente aprenda que o melhor é se arriscar. E eu posso lhe garantir que quando nos arriscamos ela fica bem melhor. E são exatamente  esses – os momentos de risco – que mais nos lembraremos e guardaremos para contar aos nossos possíveis netos daqui a uns anos.

3 comentários:

Jéssica Guerra disse...

adooorei :D

Eu disse...

Adoreei seu blog. E acabei de me tornar mais uma seguidora.
=)
Sucesso aqui.
E espero q me siga tbm.

Anne disse...

Com Certeza é bom demais ser mutável!!!!!
Afinal, o segredo não é quebrar a rotina todo dia (porque assim a quebra vira rotina hahaha), mas viver de forma diferente cada dia da rotina. E só se pode viver de forma diferente o que é igual todo dia se você aceita mudar sempre, se você não é dogmata, se você começa a deixar a inconstância fazer parte do seu interior...
E então você aprende a curtir a rotina!!!
E então você conta o segredo para os netos!!!! hahahahahaha
Bjão, Silvitxaaaa!!!!!!!!!

Ocorreu um erro neste gadget

Poderá Gostar também:

Related Posts with Thumbnails